segunda-feira, 2 de agosto de 2021

Escolas particulares de Pernambuco podem voltar com 100% da capacidade e respeito ao distanciamento

Após um longo período de pausas nas atividades presenciais e rodízios com aulas remotas, as escolas particulares de Pernambuco voltaram a abrir nesta segunda-feira (2).
Pela primeira vez desde o começo da pandemia de Covid-19, está permitido receber todos os estudantes e usar espaços, como a quadra de educação física, desde que seja respeitado o distanciamento mínimo de 1 metro entre os alunos.
Segundo o novo decreto estadual, a distância mínima permitida dentro das salas de aula foi reduzida de 1,5 m para 1 m e, nos espaços de convivência, de 2 m para 1,5 m, o que possibilitou um aumento na presença de alunos.
Mesmo com a manutenção dos protocolos e a restrição no distanciamento, algumas unidades conseguiram acomodar todos os estudantes. É o caso do Colégio Saber Viver, no bairro do Espinheiro, em Recife. A unidade, que atende cerca de mil alunos do Ensino Infantil ao Fundamental 2, fez uma recepção com artistas da Escola Pernambucana de Circo.
“A gente passou por uma reforma estrutural em alguns espaços coletivos. Além disso,  aumentou a quantidade de supervisores para acompanhar o distanciamento e o cuidado com a máscara”, explica a coordenadora pedagógica do colégio, Mariana Bezerra.

Nos jovens, a ansiedade é grande. Aluna do 6° ano, Liz Pena Galvão, de 11 anos, não dormiu à noite. “Muito tempo sem vir à escola e ver meus amigos. O sentimento de voltar é incrível”, diz.

Depois de fazer um teste, deixando a filha para ir a duas aulas no primeiro semestre, a mãe de Liz, a dentista Gabriela Pena, 46, aprova o retorno. “Na aula remota, a gente percebe que a interação complica. Acaba que a criança fica desanimada. Eu já sentia isso nela”, conta. Fonte: Folha de PE

Inscrições para o Sisu começam nesta terça-feira

Estudantes de todo o país que participaram da última edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e que pretendem estudar em uma universidade pública podem se inscrever no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) a partir desta terça-feira (3).

Desenvolvido e administrado pelo Ministério da Educação, o sistema é usado para selecionar os candidatos a vagas em instituições públicas de ensino superior a partir das notas obtidas no Enem.

O prazo de inscrições para o segundo processo seletivo de 2021 se encerra na próxima sexta-feira (6). Para participar da seleção, os interessados devem ter obtido nota maior que zero na redação do Enem e não ter participado do exame na condição de treineiro.

Na página do sistema é possível consultar as vagas disponíveis, pesquisando por cidades, cursos e instituições. No momento da inscrição, o candidato poderá escolher até duas opções de curso. Será possível alterar as opções durante o período das inscrições.

Conforme o cronograma divulgado pelo ministério, o resultado da seleção será  divulgado no dia 10 de agosto. As matrículas serão abertas no dia 11, se estendendo até o dia 16 de agosto. De 10 a 16 de agosto, estarão abertas as inscrições para a lista de espera por vagas remanescentes, cujos contemplados serão anunciados no dia 18. Agência Brasil 

'Nossas crianças foram penalizadas com a falta de aulas', diz ministro da Educação

Em entrevista ao programa Opinião no Ar, da RedeTV!, nesta segunda-feira, 2, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, lamentou o longo período em que os estudantes brasileiros ficaram sem aulas presenciais durante a pandemia de covid-19. Em muitas cidades do país, o retorno às aulas está acontecendo somente hoje.

“Minha esperança é que os professores entendam que está na hora de darem um passo em termos de patriotismo e atenção à criança brasileira. A gente não pode colocar na educação qualquer cor ideológica ou partidária”, afirmou Ribeiro. “Nossas crianças foram penalizadas com a falta do retorno às aulas presenciais. Nosso país é um dos últimos a retornar presencialmente às aulas”, lembrou o ministro. 

Leia mais: “‘Com a pandemia, regredimos 20 anos na educação brasileira’, afirma especialista”

Ribeiro disse que há preocupação com as medidas sanitárias de prevenção para evitar maiores riscos aos alunos e professores. “Não é um retorno a qualquer preço, mas com cuidados, uso dos protocolos, máscara, distanciamento, álcool em gel… E agora temos ainda a questão da vacinação dos profissionais da educação”, destacou. “Essa vacinação em massa que está acontecendo partiu do MEC. Nós é que fomos lá pedir para que todas as desculpas pudessem ser colocadas de lado.”

Leia também: “Araçatuba: escolas municipais retomam aulas presenciais”

Na entrevista, Ribeiro lamentou a pressão de sindicatos da área de educação no sentido de que as aulas não fossem retomadas de forma presencial. “Existe uma minoria barulhenta que tem tempo para estar mobilizando as pessoas e trabalhou fortemente para que as aulas não fossem retomadas, no intuito de criar um caos na educação”, afirmou.

“Este mesmo grupo esteve 20 anos no poder e deixou a educação brasileira nas últimas colocações do Pisa [Programa Internacional de Avaliação de Estudantes], que avalia a leitura e a escrita das crianças.”

Entrevista: “‘Se pudesse voltar no tempo, jamais teria fechado as escolas'”, diz secretário de Educação de São Paulo

Revista Oeste 

domingo, 1 de agosto de 2021

Bolsonaro discursa por vídeo para manifestantes em SP, MG e RJ

Neste domingo, 1º de agosto, manifestantes se reuniram na Avenida Paulista, na cidade de São Paulo, a favor do voto “impresso” — medida para permitir auditoria das eleições em 2022.
Por volta das 15h30, o presidente Jair Bolsonaro transmitiu uma mensagem aos participantes por vídeo através de um telão localizado na altura da Rua Pamplona. Depois do discurso, houve a execução do hino nacional. Os deputados Carla Zambelli (PSL-SP) e Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) também participaram do ato. O protesto foi convocado pelo movimento Nas Ruas.

Principal endereço da cidade de São Paulo, a Avenida Paulista foi interditada na área que vai desde a Rua Peixoto Gomide até a Alameda Campinas.

Mais cedo, o chefe do Executivo também se dirigiu a apoiadores nas cidade do Rio de Janeiro e em Belo Horizonte, Minas Gerais.

“Sem eleições limpas e democráticas não teremos eleição. Nós mais do que exigimos, porque vocês são o meu exército”, disse Bolsonaro. “Nós temos que ter certeza de que a pessoa em quem você votar vai receber o voto. As eleições últimas estão recheadas de indícios fortíssimos de manipulação. Isso não pode ser admitido por mim e nem por vocês.”

Clic aqui para assistir.
Segundo vídeo aqui.

Direita fará manifestação em defesa do voto impresso nesse domingo

Nesse domingo (01), movimentos de direita e apoiadores do presidente Jair Bolsonaro farão manifestações em defesa do voto impresso em todo o Brasil.
No Recife, capital pernambucana, o ato será realizado na Avenida Boa Viagem e está marcado para começar às 14h em frente à Padaria Boa Viagem. Organizadores independentes prometem levar trios elétricos para a manifestação.
Os manifestantes devem pedir a aprovação da PEC que cria o voto impresso no Brasil, pauta defendida pelo presidente Jair Bolsonaro, e também é esperado que apareçam pautas em apoio ao Governo Federal.

Rebeca Andrade conquista ouro para o Brasil na ginástica artística

A ginasta Rebeca Andrade conquistou neste domingo (1º) a primeira medalha de ouro na ginástica artística para o Brasil, nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Ela venceu no salto e alcançou o lugar mais alto no pódio.

É a segunda medalha de Rebeca Andrade nos Jogos de Tóquio. Ela já havia conquistado a prata no individual geral.

A paulista Rebeca Andrade, de 22 anos, com essas duas conquistas, é a primeira brasileira na ginástica artística a conquistar o ouro e a prata em  uma mesma edição dos Jogos Olímpicos. Agência Brasil 

Em virada histórica, Stefani e Pigossi ganham bronze inédito no tênis

As tenistas Luisa Stefani e Laura Pigossi fizeram história na Olimpíada de Tóquio (Japão). Neste sábado (31), as paulistas conquistaram a medalha de bronze das duplas femininas ao derrotarem Elena Vesnina e Veronika Kudermetova, do Comitê Olímpico Russo, por 2 sets a 1, com parciais de 4/6, 6/4 e 11.

É a primeira vez que o Brasil será representado no pódio olímpico do tênis. Nos Jogos de Atlanta (Estados Unidos), em 1996, Fernando Meligeni chegou à disputa do bronze, mas ficou na quarta posição.

A medalha será entregue neste domingo (1º), após a decisão do ouro entre as tchecas Barbora Krejcíkova e Katerina Siniakova e as suíças Viktorija Golubic e Belinda Bencic, as algozes de Stefani e Pigossi na semifinal, em horário a ser definido.

As brasileiras tiveram a participação confirmada na Olimpíada faltando uma semana para o início, após várias desistências. Elas estrearam superando Gabriela Dabrowskim e Sharon Fichman, do Canadá, na primeira rodada. Em seguida, passaram pelas tchecas Karolina Pliskova e Marketa Vondrousova, de virada. Nas quartas, surpreenderam (também de virada) as favoritas Bethanie Mattek-Sands e Jessica Pegula, dos EUA, até a queda na semifinal para Golubic e Bencic.

"Não caiu a ficha do quanto é importante para gente essa medalha. Entramos aos 45 do segundo tempo na Olimpíada e só queríamos representar o Brasil da melhor maneira. Acreditem meninas, acreditem, sempre. Sonhem e trabalhem duro cada dia que vocês podem conquistar, é o meu recado.

Escutei uma frase e escrevi no meu caderno antes de vir pra cá: 'jogue pelo amor e não pelo resultado'. E foi assim, estamos muito felizes de trazer essa medalha para casa, para o tênis brasileiro", celebrou Stefani, após o jogo, em comunicado à imprensa. Agência Brasil 

sábado, 31 de julho de 2021

Caixa será o ‘maior banco do agronegócio’ brasileiro, diz Guimarães

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, afirmou neste sábado, 31, em evento realizado em Presidente Prudente (SP), que a instituição será, em dois anos, o “maior banco do agronegócio” brasileiro. A declaração foi feita durante discurso para motociclistas que participaram de passeio com o presidente da República, Jair Bolsonaro.

“Caixa vai abrir mais 100 agências voltadas ao agro este ano” 

Assim como a Caixa, o Banco do Brasil é controlado pelo governo federal e ainda é a instituição financeira com maior fatia no mercado de crédito para o agronegócio no Brasil.


Motociata

O presidente da República, Jair Bolsonaro, participou neste sábado, 31, de uma ‘motociata’ em Presidente Prudente, interior do Estado de São Paulo. Ele desembarcou no aeroporto da cidade às 9h, acompanhado dos ministros Marcelo Queiroga, da Saúde, e Tarcísio de Freitas, da Infraestrutra, além do presidente da Caixa Econômica, Pedro Guimarães.

Nesta tarde, Bolsonaro visita um hospital na cidade e se reúne com prefeitos da região. Revista Oeste 

Lei proíbe dar e receber esmolas

A Câmara Municipal de Vacaria, no Rio Grande do Sul, aprovou uma lei que proíbe dar e receber esmolas. É exatamente isto: os vereadores da cidade localizada no nordeste do Estado tornaram ilegal o ato de caridade.

Leia, abaixo, um trecho da Lei complementar nº 77/2019

“§ 3º. A Administração Pública Municipal instalará placas educativas, destinadas a desestimular a prática de doação de esmolas, em locais de grande circulação de pessoas, bem como junto aos semáforos, ou ainda, na frente de lojas abertas 24 (vinte e quatro) horas, informando telefones para a população obter informações sobre as ações do município.”

O cidadão tem de pensar duas vezes, portanto, antes de sair por aí ajudando os pobres. A situação ficaria precária, sem trocadilho, caso algum vereador flagrasse a atitude misericordiosa.

Se não fosse o Estado, quem proibiria a caridade?

Leis Absurdas do Brasil

Segundo o economista André Costa, autor do livro Leis Absurdas do Brasil (LVM Editora), existem 180 mil normas vigentes no país. “O Brasil já editou e publicou, desde a Constituição Federal de 1988, mais de 5,4 milhões de textos normativos”, afirmou. “São 769 normas por dia útil.” Ou seja, uma a cada dois minutos.

O economista divulga esses projetos absurdos nas redes sociais desde 2016. Por sugestão do cientista político Adriano Gianturco, professor do Ibmec, ele reuniu no livro os 51 mais esdrúxulos. Em entrevista concedida à Revista Oeste, Costa argumenta que a maioria dessas leis mistura desconhecimento econômico e má-fé. Revista Oeste 

Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog


Blogroll

Popular Posts